Menu

Vídeos

  • As Sementes

Dirigido pelo cineasta e economista Beto Novaes, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o documentário é um registro das trajetórias de vida de mulheres agricultoras que participam ativamente dos movimentos agroecológicos no Brasil e que se tornaram referências e/ou lideranças sociais e políticas em seus territórios. As Sementes é inspirado no livro Mulheres e Agroecologia: transformando o campo, as florestas e as pessoas, que surgiu a partir da tese de doutorado de sua autora, Emma Silliprandi. Em sua filmografia, Beto Novaes costuma trabalhar a imagem numa perspectiva ideológica, retratando temas relacionados ao mundo do trabalho e resgatando a memória das lutas das trabalhadoras e dos trabalhadores rurais (retirado de http://soscorpo.org/documentario-as-sementes-ressalta-a-participacao-das-mulheres-na-agroecologia/)
disponível em https://www.youtube.com/channel/UCiUShB7aKjHRVipC2wrvZzg/videos

  • O Veneno Está na Mesa I (Brasil, 2011, 50 minutos). 

Filme de um dos maiores documentaristas do Brasil, o premiadíssimo Silvio Tendler, que mostra o cenário assustador que se encontra o país em relação ao uso indiscriminado de agrotóxicos.
Você sabia que o Brasil é o país que mais pulveriza agrotóxicos nos alimentos? Que é o recordista em consumo desses químicos?
Que um brasileiro consome em média 5,2 litros de agrotóxicos anuais?
Que os agrotóxicos provocam uma série de problemas de saúde, desde lapso de memória em crianças até má formação dos fetos?
Que apesar do Governo tentar proibir uso de muitos químicos, a justiça concede liminares a favor das grandes corporações químicas?
Que para conseguir crédito junto aos bancos o pequeno trabalhador é obrigado a usar transgênicos e pesticidas? Que as doenças provocadas por esses químicos nos trabalhadores do campo consomem 1,8% do PIB em tratamentos médicos?

Se não sabia, talvez seja a hora de saber disso e muitas outras coisas mais. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

www.youtube.com/watch?v=8RVAgD44AGg

  • O Veneno Está na Mesa II (Brasil, 2014, 70 min)

Após impactar o Brasil mostrando as perversas consequências do uso de agrotóxicos em O Veneno está na Mesa, o diretor Sílvio Tendler apresenta no segundo filme uma nova perspectiva. O Veneno Está Na Mesa 2 atualiza e avança na abordagem do modelo agrícola nacional atual e de suas consequências para a saúde pública. O filme apresenta experiências agroecológicas empreendidas em todo o Brasil, mostrando a existência de alternativas viáveis de produção de alimentos saudáveis, que respeitam a natureza, os trabalhadores rurais e os consumidores.

Com este documentário, vem a certeza de que o país precisar tomar um posicionamento diante do dilema que se apresenta: Em qual mundo queremos viver? O mundo envenenado do agronegócio ou da liberdade e da diversidade agroecológica? (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

 www.youtube.com/watch?v=fyvoKljtvG4

  • Agrotóxico: uma agricultura da morte – 11 de junho de 2011

Este vídeo denuncia o uso abusivo de agrotóxicos na região do Agreste da Paraíba e como seus efeitos marcaram profundamente a vida das famílias agricultoras. O vídeo traz ainda o depoimento do professor Sebastião Pinheiro, que apresenta de forma sintética os malefícios das substâncias mais utilizadas na região. Mas o vídeo também mostra as estratégias de resistência dos agricultores e agricultoras, a partir do testemunho daqueles que encontraram outras saídas e um jeito novo de produzir sem agredir a natureza. (retirado de http://aspta.org.br/)

aspta.org.br/2011/06/agrotoxico-uma-agricultura-da-morte/

  • O Mundo segundo a Monsanto (França, 2008, 108 min)

Documentário que aborda a maneira como uma grande empresa consegue enganar a população mundial, através da mídia e da corrupção dos governos, inserindo seus produtos tóxicos no mercado alimentício, colocando a saúde de milhões de pessoas em risco, contaminando o meio-ambiente, provocando a migração do campo para a cidade, concentrando muito poder na mãos de poucos.

Hoje mais de 90% do mercado de sementes transgênicas pertence à Monsanto.
Vários produtos da empresa foram proibidos na Europa e Canadá.
Depois de assisti-lo, você nunca mais comerá um transgênico da mesma forma. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • Nuvens de Veneno (Brasil, 2013, 23 min)

Agrotóxicos extremamente nocivos à saúde humana, que contém organoclorados, proibidos nos EUA, União Europeia e Canadá desde 1985 e agora também na China, ainda fazem parte do dia-a-dia do agronegócio do Brasil.
Mesmo com a Anvisa determinando sua proibição, corporações conseguem manter esses produtos no mercado através de decisões judiciais, contaminando lençóis freáticos, rios, terra e afetando a saúde das comunidades que vivem próximas às plantações.
Há a necessidade de um controle social sobre as plantações no Brasil, sob o risco de muitos de nós sofrermos terríveis doenças. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • O Veneno Nosso de Cada Dia (França, 2011, 113 min)

Da mesma diretora de “O Mundo Segundo a Monsanto.
Você sabia que anualmente milhões de pessoas tem intoxicações agudas e que mais de 200 mil pessoas morrem anualmente devido ao uso de agrotóxicos em nossos alimentos? Os produtos químicos estão elencados como os principais causadores de doenças como Parkinson e Alzheimer, vários tipos de câncer, assim como doenças do sistema nervoso, imunológico e reprodutivo.
O pior de tudo é que os estudos que definem quais os índices diários aceitáveis de agrotóxicos em nossa alimentação estão sob a influência de corporações que fabricam os mesmos.
Da mesma forma, outros produtos químicos, como o aspartame e o glutamato monossódico, colocados em nossos alimentos são aprovados, pondo em risco a saúde humana em nome dos enormes lucros das corporações, que possuem estreitas relações financeiras com os agentes públicos que deveria regulá-los. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • Sementes da Liberdade ((EUA, Grã-Bretanhã, Argentina, Índia, Etiópia, Brasil, Espanha, 30min. – Produção: Gaia Foundation)

Entenda porque as sementes transgênicas são uma ameaça à saúde, à sociedade, à diversidade nutricional, ao meio-ambiente e à soberania de um país. Entenda por que elas, a longo prazo, levam os pequenos agricultores a perderem suas terras. Veja também que modelo de dominação, as grandes corporações das sementes tem na sua agenda. (docverdade).

Brasil Orgânico (Brasil, 2013)

  • Transgênicos, Assalto à Europa ( …)

Você tem filho, se importa com a saúde deles? sabe dos riscos de eles virem a se tornar autistas ou desenvolverem câncer.
Enquanto muitos países da Europa estão banindo os transgênicos para consumo humano, aqui no Brasil o Congresso, liderado por uma bancada ultra-conservadora, está tirando o direito de informação dos brasileiros saberem quais os produtos são transgênicos. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • Nossos Filhos Nos Acusarão (França, 2008, 108 min)

No Mundo inteiro os casos de câncer e outras doenças advindas da alimentação estão crescendo em escala alarmante. E é comprovado que quanto mais contato há com defensivos e adubos químicos, maior o risco.

O documentário “Nossos Filhos Nos Acusarão” não só revela o drama de se ter uma criança sofrendo de câncer herdado dos agrotóxicos, mas também mostra todo o estrago que faz esse modo de produção  onde se contamina as águas subterrãneas e dos rios, onde se retira a vida do solo, onde se consome energia para transportar esses alimentos, onde se põe a humanidade num caminho destinado à morte.

Diante de tudo isso, o prefeito de uma pequena cidade francesa, decide que a merenda escolar deverá ser orgânica, enfrentando interesses de grandes corporações e a cultura química disseminada por ela, traçando uma trajetória de consciência junto aos cidadãos e os agricultores locais.

Quando falamos que produto agroindustrial é mais barato que um orgânico, não estamos levando os custos externalizados, como a desertificação dos solos, da contaminação da água e do ar, e principalmente da saúde das crianças. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • La Voz Del Viento – Semillas de Transición (Espanha)

Jean Luc Danneyrolles, agricultor  e Carlos Pons, documentarista espanhol organizam uma viagem até Granada para o encontro de movimentos sociais alternativos, entre agroecologia e mudança de paradigma. Pegam uma câmera e partem durante o inverno de fevereiro de 2012, levando com eles como moeda de troca uma grande coleção de sementes. O testemunho vivo de um movimento que cresce… Outro mundo se faz possível aqui e agora.

  • O Efeito Orgânico

O que acontece quando uma família passa a comer somente orgânico? Quais são as diferenças entre elementos contaminantes que são encontrados no seu corpo? Esse vídeo é incrivelmente esclarecedor. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • Oficinas de Agricultura Orgânica com Jairo Restrepo Rivera (Espanha, 2012)

Uma das mais completas oficinas de agricultura orgânica, dada por Jairo Restrepo Rivera, hoje convidado pelas principais universidades na América do Sul e Europa. Fala em primeiro lugar do papel das multinacionais de agrotóxicos, da contaminação do meio-ambiente e no organismo humano, fala dos custos externalizados, como doenças, contaminação da água. Sobre a resistência das pragas aos agrotóxicos, que a cada dia são mais tóxicos.
Fala do papel social da agricultura, nas tradições e na soberania e liberdade de um povo.

Acima de tudo, essa oficina abre os olhos às possibilidades de se industrializar localmente a produção; “o que dá valor ao produto é a transformação” e com isso há menos perdas em transportes, manipulação e tempo. Mostra também que em uma pequena propriedade de 3 mil metros quadrados, é possível se tirar quase todo alimento necessário para uma família, que na maioria dos casos representa mais do que ganha um trabalhador na cidade. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • Brasil Orgânico (Brasil, 2013, 58 min)

O filme revela histórias de pessoas que têm na produção orgânica uma forte convicção de vida. O roteiro percorre as regiões brasileiras, a diversidade de ecossistemas, paisagens e culturas. Da fruticultura no interior de São Paulo à pecuária no Pantanal, da agricultura familiar no norte de Minas Gerais e em Santa Catarina ao extrativismo na Floresta Amazônica. O associativismo, as feiras agroecológicas, o consumo consciente. Do campo à cidade, a produção de alimentos e a relação do homem com a terra. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

  • Dirt! The Movie (EUA, 2009 – 86 min)

O solo é uma herança de bilhões de anos que recebemos do Planeta. Na sua fina camada superior é onde podemos plantar, onde estão os microrganismos e elementos responsáveis pela formação de toda vida, de todos os animais, inclusive nós.
Povos crescem e desaparecem da face da Terra de acordo como tratam seu solo. Nos últimos 100 anos 1/3 das terras férteis da terra desapareceram.
O modo de produção chamado “agronegócio” está empobrecendo em rápida velocidade a terra por onde passa. A Agricultura Extensiva, além de contaminar a terra, mata seus microrganismos transformando muitas fazendas em desertos por todo o mundo.
Populações inteiras que transformaram suas terras em deserto estão sofrendo com a fome numa luta desesperada por comida.
O documentário nos oferece belas e inspiradoras soluções comunitárias para a recuperação do solo e da biodiversidade.
Participações especiais de Sebastião Salgado e Vandana Chiva. (retirado de http://docverdade.blogspot.com.br/)

UFPR nas Redes Sociais

Universidade Federal do Paraná
Observatório do Uso de Agrotóxicos e Consequência para a Saúde Humana e Ambiental no Paraná
Rua Padre Camargo, 280 - 7º andar
CEP 80.060-240 | Alto da Glória | Curitiba | PR | Brasil


©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR